Histórico

Histórico

O Colégio São Paulo foi fundado em 15 de Outubro de 1927, pelas Irmãs Angélicas de São Paulo, na Vila Muqui, na Várzea, onde permaneceu por 6 anos. Foi transferido para o bairro do Alto, em 1934, na Rua Gonçalo de Castro, 393 onde se encontra até hoje. Teve suas instalações várias vezes ampliadas para melhor atender à demanda sempre crescente.

Era superiora da Congregação Madre Flávia Maria Monat e a primeira diretora do colégio foi Madre Cândida Rocha, que aqui permaneceu como professora do Curso de Formação de Professores enquanto viveu.

O Colégio atravessou, nos primeiros anos de existência, grandes dificuldades. A situação política do país agitada com a Revolução de 30; os municípios com intervenção federal e, depois, a 2ª Guerra Mundial. Por outro lado, com a criação do Ministério da Educação e Saúde no governo Vargas, o Colégio tornou-se oficializado, orientado e muito fiscalizado. O fato é que a educação foi, neste período, uma grande preocupação para o desenvolvimento do país.

Pela excelência do clima desta cidade e pela formação educacional das Religiosas Angélicas, o Colégio era muito procurado para o internato feminino por onde passaram filhas de nomes ilustres e famílias tradicionais do Rio de Janeiro e de outros Estados do Brasil. O internato terminou em 1958, e o externato crescia a cada ano. Muitas famílias, que confiaram ao colégio a formação de seus filhos, continuam aqui numa terceira geração e até quarta geração.

Podemos registrar personalidades teresopolitanas que ocuparam ou que ocupam cargos nos governos municipais, estaduais e federal e tiveram sua formação nesta escola.

Poder-se-ia mencionar um vasto elenco de profissionais: médicos, engenheiros, advogados, administradores, economistas e artistas que aqui receberam a formação e instrução básicas para se tornarem os cidadãos de hoje.

O Colégio São Paulo tem, em seu Marco Doutrinal, o objetivo de participar da construção de uma sociedade mais justa, mais solidária, a serviço da vida e da esperança. Quer ser uma comunidade educativa que, vivenciando os ideais de São Paulo Apóstolo, se insere na realidade sócio-política, econômico-cultural e ecológica da região. Opta por uma educação-cristã, que inclui junto com a capacidade técnica, científica, artista, filosófica e cultural de qualidade, a formação para a solidariedade humana, buscando condições para que sejamos sujeitos da história.

Em nosso brasão encontramos duas expressões latinas que resumem a filosofia de nosso trabalho:

“SURSUM CORDA!” Coração ao alto! – trata-se de um convite a viver com esperança, plenos de alegria, mesmo em meio às dificuldades, convencidos de que todos somos filhos muito amados de Deus Pai.

“SCIENTIA JUSTITIA” – conhecimento na justa medida. Significa que todos os conteúdos passados aos alunos devem ser expostos com clareza, sem margens de erro.

Por esse caminho pretendemos realizar o nosso sonho e concretizar o nosso ideal de educadores cristãos!!!